Periodicity.: June - September 2014
e-ISSN......: 2236-269X
Cover Image

Industrial restructuring and professional qualification requirements

João Amato Neto, Rita de Cassia Fucci Amato

Abstract


Among the most complex subjects that affect modern society in this early millennium, the problem of relationships between the educational patterns and the work organization seems to be one of the most important and full of uncertainties. Specially, this problem acquires greater relevance when one thinks of the impacts of the techno-scientific revolution in the work world, as well as in the educational system. In this sense, the present work researches some elements regarding the new educational patterns and qualification requirements in face of the new industrial paradigm and discusses the transformations accomplished by the techno-scientific revolution and its implications on the new lean and flexible production paradigm and on the (re)organization of work in the modern industry. The methodological approach is based on a bibliographic revision with a quantitative approach.


Keywords


Work organization; industrial restructuring; techno-scientific revolution; qualification requirements

Full Text:

PDF HTML

References


AMATO NETO, J.; FUCCI AMATO, R. C. (2004) Trabalho e educação: novos desafios impostos pela tecnociência. Trabalho e educação, Belo Horizonte, v. 13, n. 02, p. 177-188.

ANTUNES, R. (1997) Adeus ao trabalho? Ensaio sobre as metamorfoses e a centralidade do mundo do trabalho. São Paulo: Cortez; Campinas: Editora da UNICAMP.

BRAVERMAN, H. (1981) Trabalho e capital monopolista: a degradação do trabalho no século XX. Rio de Janeiro: Zahar Editores.

CHESNAIS, F. (1995) A globalização e o curso do capitalismo de fim de século. Economia e Sociedade, Campinas, n. 5, p. 1-30.

CORIAT, B. (1988) Automação programável: novas formas e conceitos de organização da produção. In: SCHMITZ, H.; CARVALHO, R. Q. (Orgs.). Automação, competitividade e trabalho. São Paulo: Hucitec.

CRESTANA, S. (2004) Inovação e desenvolvimento: faces da mesma moeda. Revista Aprendizagem, Brasília.

ERBER, F. (1977) Technological development and state intervention: a study of the Brazilian capital goods industry. Sussex: The University of Sussex.

FARTES, V. L. B. (2002) Trabalhando e aprendendo: adquirindo qualificação em uma indústria de refino de petróleo. Educação e Sociedade, Campinas, n. 78, p. 225-254.

FERNÁNDEZ ENGUITA, M. (1989) A face oculta da escola: educação e trabalho no capitalismo. Porto Alegre: Artes Médicas.

FLEURY, A. C. C.; FLEURY, M. T. L. (1995) Aprendizagem e inovação organizacional. São Paulo: Atlas.

FREEMAN, C. (1987) Technological policy and economic performance - lessons from Japan. London: Pinter Publishers.

FRIGOTTO, G. (1995a) Os delírios da razão: crise do capital e metamorfose conceitual no campo educacional. In: GENTILI, P. (Org.). Pedagogia da exclusão: crítica ao neoliberalismo na educação. Rio de Janeiro. p. 77-108.

FRIGOTTO, G. (1995b) Educação e a crise do capitalismo real. São Paulo: Cortez.

FRIGOTTO, G. (1994) As mudanças tecnológicas e educação da classe trabalhadora: politecnia, polivalência ou qualificação profissional. In: MACHADO, L. R. S. et al. Trabalho e educação. Campinas: Papirus. p. 45-52

FRIGOTTO, G. (1991) Tecnologia, relações sociais e educação. Tempo Brasileiro, Rio de janeiro, n. 105, p. 131-148.

GENTILI, P. (1995) Adeus à escola pública: a desordem neoliberal, a violência do mercado e o destino da educação das maiorias. In: GENTILI, P. (Org.). Pedagogia da exclusão: crítica ao neoliberalismo na educação. Rio de Janeiro. p. 228-252.

GOLDMAN, S. T.; NAGEL, R.; PREISS, K. (1995) Agile competitors and virtual organizations - Strategies for Enriching the Customer. New York: Van Nostrand Reinhold.

GORANSON, T. (1995) Agile virtual enterprise: Best Agile Reference Base. Aachen Univeristy, Aachen.

GUEDES, M. D. (1999) Qualidade total e a educação do trabalhador na perspectiva da empresa. Dissertation (Master of Science in Education) – Federal University of São Carlos, São Carlos, Brazil.

HIRATA, H. (1994) Da polarização das qualificações ao modelo da competência. In: FERRETTI, C. et al. (Orgs.). Novas tecnologias, trabalho e educação: um debate multidisciplinar. Petrópolis. p. 128-142.

HOFFMAN, J.; KAPLINSKY, R. (1989) Driving force: the global restructuring of technology, labor and investment in the automobile industry. Bolder Colorado: West View Press.

ISHIKAWA, K. (1986) TQC - Total Quality Control: estratégia e administração da qualidade. IMC - Internacional Sistemas Educativos.

JURAN, J. M.; GRYNA, F. M. (1988) Juran – Controle da qualidade handbook. São Paulo: McGraw Hill.

LYON, D. (1992) A sociedade da informação. Lisboa: Celta editores.

MACHADO, L. R. S. (1994a) A educação e os desafios das novas tecnologias. In: Educação e os Desafios das Novas Tecnologias. In: FERRETTI, C. et al. (Orgs.). Novas tecnologias, trabalho e educação: um debate multidisciplinar. Petrópolis. p. 165-184.

MACHADO, L. R. S. (1994b) Mudanças tecnológicas e a educação da classe trabalhadora. In: MACHADO, L. R. S. et al. Trabalho e educação. Campinas: Papirus. p. 9-23.

MACHADO, L. R. S. (1995) Formação geral e especializada: fim da dualidade com as transformações produtivas do capitalismo? Revista Brasileira de Educação, São Paulo, n. 0, p. 83-93, 1995.

MONTEIRO LEITE, E. (1996) El rescate de la calificación. Montevideo: Cinterfor.

PEÑA CASTRO, R. (1994) Tecnologia, trabalho e educação (indeterminações). Cadernos ANPED, n. 6.

PEÑA CASTRO, R. (1997) Contribuição ao debate da qualificação. São Carlos: UFSCar (mimeo).

PEREZ, C. (1984) Microeletrónica, ondas largas y cambio estrutural mundial: nuevas perspectivas para los países em desarollo. Sussex: The University of Sussex/ SPRU.

PIORE, M; SABEL, C. (1984) The second industrial divide: possibilities for prosperity. New York: Basic Book.

POSTHUMA, A. C. (1996) Modelos de desenvolvimento e de formação de recursos: Experiência do Brasil e da Coréia do Sul. In: WORKSHOP “MANUFATURA CLASSE MUNDIAL: MITOS E REALIDADE”, 1. 1996, São Paulo. Proceedings... São Paulo: DEP/ EPUSP.

SALERNO, M. S. (1994a) Produção integrada e flexível e processo operatório: notas sobre sindicatos e a formação profissional. In: MACHADO, L. R. S. et al. Trabalho e educação. Campinas: Papirus,. p. 87-100.

SALERNO, M. S. (1994b) Trabalho e organização na empresa industrial integrada e flexível. In: FERRETTI, C. et al. (Orgs.). Novas tecnologias, trabalho e educação: um debate multidisciplinar. Petrópolis. p. 54-76.

SCHONBERGUER, R. (1986) Técnicas industriais japonesas. São Paulo: Pioneira.

SCHUH, G.; MILLARG, K.; GORANSSON, A. (1998) Virtuelle fabrik:neue marktchancen durch dynamische netzwerke. Munich: Wien; Hanser.

TORRES, C. A. (1995) Estado, privatização e política educacional: elementos para uma crítica do neoliberalismo. In: GENTILI, P. (Org.). Pedagogia da exclusão: crítica ao neoliberalismo na educação. Rio de Janeiro. p. 109-136

VEJA MAGAZINE (2005) 7 lições da Coréia para o Brasil. São Paulo: Abril. year 37, n. 7, February 16th. p. 60-69

WEBER, M. (1981) Os três aspectos da autoridade legítima. In: ETZIONI, A. (Org.). Organizações complexas. São Paulo: Atlas.

WOMACK, J. P.; JONES, D. T.; ROOS, D. (1992) A máquina que mudou o mundo. Rio de Janeiro: Campus.




DOI: http://dx.doi.org/10.14807/ijmp.v5i3.185

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Copyright (c)



LIBRARIES BY

Logo Gaudeamus

Logo INDIANA

Logo CHENG KUNG

Logo UTEP

Logo MOBIUS

Logo UNIVEM

Logo Kennedy

Logo Columbia

Logo UCS

Logo MSG/UFF

Logo OPT

Logo Biblioteca Professor Milton Cabral Moreira

Logo UFL

Logo ULRICHSWEB

Logo UNISA